abril 05, 2011

Sweet tooth

Se há mudança que a gravidez operou em mim, foi esta: fiquei gulosa! Antes do Vicente, preferia mil vezes uma boa empada ou um rissol de camarão a qualquer coisa que fosse doce. O meu bolo preferido era o queque (há lá coisa mais seca e sem graça?) e só ficava realmente entusiasmada com uma bifana ou outro petisco do género. Continuo sem ser grande apreciadora de chocolate (um quadradinho chega-me perfeitamente) mas comecei a interessar-me muito por gelados e crepes, por queijadas de leite e, na prática, qualquer coisa que seja doce. Lembro-me que durante a gravidez comi uma daquelas pirâmides de chocolate por puro capricho mas com um persistente sentimento de culpa. Só que tinha sempre aquela desculpa que, se não comesse o que me apetecia, o bebé nascia com cara disso (!). Vai daí, este fim de semana estive na Feira da Doçaria Conventual e descobri que até consigo comer umas coisinhas com amêndoa e com muitos ovos. Não me bastavam já as alterações naturais que vieram com a gravidez, agora tinha que ainda gostar de coisas cheias de açúcar. Vou tentando substituir isto por fruta mas enfim, nem sempre consigo refrear esta vontade ;)

5 comentários:

Catarina disse...

no último fds evitei Portalegre muito por causa dessa feira tentadora

Nuno Guronsan disse...

E eu fiquei fã de cornucópias!!! :D

Helena Barreta disse...

A minha perdição são os gelados, não lhes resisto, nem quero.

Beijinhos

aryabodhisattva disse...

Sempre tive um dente doce. E piorou, de há uns anos para cá.
Acho que a minha ingestão de açúcar bate a de proteínas, hidratos de carbono, vitaminas, minerais, etc... :D

joana Real disse...

Viva o NaCl :)