outubro 16, 2011

Tentar viver melhor


Enquanto a coragem não é suficiente para deixar a cidade para trás e procurar uma vida mais calma, longe do reboliço mas não do Mundo, e face também à brutalidade da situação económica em que nos encontramos agora, temos tentado encontrar soluções para não só gastar menos dinheiro mas também fazermos algo por nós e pelos outros.

Seguindo o exemplo de amigos, compramos agora um cabaz semanal de produtos frescos a uma rapariga que os traz directamente de Montemor-o-Novo para quem os quiser encomendar. Não gastamos mais dinheiro em legumes vindos de fora de Portugal e temos quase a certeza de estarmos a comprar produtos sem grandes tratamentos artificiais. Estimulamos a (pequena) produção nacional, ao mesmo tempo que asseguramos que o Vicente come sopa com os melhores ingredientes. E há ainda um desafio adicional: como nunca sabemos o que vai trazer o cabaz e vêm muitas vezes ingredientes que nunca usámos, é empolgante imaginar o que vamos cozinhar a seguir.

(Esta coisa da crise está a tomar proporções assustadoras cá em casa e nem sequer somos funcionários públicos. Se me dissessem há uns dois ou três anos que estaríamos aqui hoje, diria que era impossível mas a verdade é que cada vez mais estamos a sobreviver em vez da vida simpática que tínhamos antes. Não é fácil não desanimar, acreditem, e muitas vezes nem o facto de termos um bebezão em pleno crescimento e tão sociável nos ajuda. Haja força para que tanto negativismo não dê cabo de nós).

5 comentários:

Helena Barreta disse...

Só mesmo aos ricos é que a crise passa ao lado.

Estamos a trabalhar para sobreviver e pagar contas e impostos, o que me revolta é saber que pagamos nós por conta de quem fez asneira.

Apoiar a produção nacional devia ser obrigatório.

Um beijinho

Ana disse...

Sendo visitante assídua (apesar de não comentar) não pude deixar de me lembrar de ti assim que tive conhecimento deste site http://www.novospovoadores.pt/.

Porque nunca é tarde para mudar e o que custa é só o 1º passo.

beijinho

Anónimo disse...

Olá, podes divulgar o contacto da pessoa que traz os cabazes de produtos para Lisboa?
Estou muito interessada nesse serviço mas não encontro nenhum fornecedor.
Obrigada.
Carina

M. disse...

Olá Carina, infelizmente também não tenho o contacto. Recebemos os nossos cabazes através de um casal amigo mas assim que souber mais coisas (e caso tenha autorização) eu divulgo ;)

mp disse...

E vão dois... também gostava de ter um serviço desses. Comia melhor de certeza e se gastasse menos isso era excelente...se tiveres informações avisa...bjs