agosto 29, 2015

(pausa para respirar)

Estou aqui mas é como se não estivesse. Estou de férias e devia querer sair e fazer coisas mas a única coisa que quero é ficar em casa, recolher-me o máximo possível e não falar com ninguém.

Ter um bebé já com seis meses que não dorme é debilitante. Ter um bebé que não dorme de dia e também não dorme à noite é um pesadelo tornado realidade. Sinto uma espécie de terror assim que se nota que ela precisa de dormir porque sei que não vai conseguir. E se ela não consegue, eu não consigo. Os meus pais bem têm ficado com ela para me aliviar mas é difícil: há outro filho para entreter durante o dia e as noites continuam a ser apenas minhas. Ler sobre o assunto (obrigada Madalena!) não tem ajudado: faz-me sentir bem por saber que há quem passe pelo mesmo mas ainda não consegui melhorar nada. É duro, dia após dia, ver chegar as noites e saber que não vou dormir ou vou acordar de hora a hora e saber que durante o dia a situação também não vai melhorar. "Durma quando o seu bebé dormir", dizem os especialistas. E quando o bebé não dorme, fazemos o quê? Agora tenho ajuda mas daqui a duas semanas, como é suposto sobreviver sem dormir? E se, em vez de melhorar, toda a situação piorar com o passar dos meses?

Não tenho vontade de fazer nada. Forço-me a sair pelo mais velho e pouco mais. Não tenho nenhuma capacidade de concentração, não tenho paciência, não tenho assunto, nem sequer vontade de conversar. Gostava muito de dormir mas, acima de tudo, que ela encontrasse o seu descanso e um padrão de sono que não a deixe agitada. Que durma mais de uma hora de cada vez. Que todos aqui em casa possam também descansar. É evidente que não foram estas as férias com que sonhei. Começa também a tornar-se óbvio que quando regressar não vou mais descansada do que quando cheguei. Não tenho respostas às minhas perguntas, nenhumas.

Por enquanto quero apenas todo o silêncio que conseguir. E que finalmente possamos dormir.

3 comentários:

Dalma disse...

Querida, há 40 anos passei pelo mesmo e estava aqui em Portalegre sózinha, já que o meu marido estava num estágio na Irlanda. Um dia que o levei ao pediatra, o Dr. Pontes em Arronches onde muito provavelmente a tua mãe te mandou ele viu- me tão desesperada que me disse : se a senhora não se importar eu receito ao H uns comprimidos para ele regularizar o sono pois se os pais não dormem ficam sem tratar adequadamente os filhos! Claro que eu dei e voltaria a darás as ditas " luminaletas" ao meu filho!! Por isso te compreendo muito bem. Bjis

Rosa disse...

Não estás sozinha, infelizmente. O meu bebé, agora com 8 meses, passou vários meses a dormir poucos minutos seguidos durante o dia. Agora, de dia, já faz algumas sestas de hora e meia ou duas horas. Mas as noites têm vindo a piorar, acorda praticamente de hora a hora. As teorias sobre criar rotinas antes de ir para a cama não produzem resultados, limito-me a esperar que um destes dias a situação melhore.

ana cila disse...

dá-lhe atarax. o meu diabo da Tasmânia fez me o mesmo durante dois longos anos. hoje já dorme melhor, mas ainda assim a gestão energética continua complicada