outubro 04, 2009

Elas aí estão: as férias!

As férias começaram com mais dias de Verão. Confesso que este calor tardio, esta propensão para suar desmesuradamente me têm deixado confusa e, acima de tudo, com vontade que o Outono se decida depressa. Procurámos um dos sítios mais frescos das redondezas, depois de, assustados com o caos do estacionamento e a má educação das forças de segurança, desistirmos de participar na Al Mossassa (Pedro, tenho uma taxa de duas em três!).

Tenho feito o caminho entre Portalegre e a Beirã demasiadas vezes para o meu gosto. A estrada é graciosamente acompanhada por árvores em toda a sua extensão, especialmente castanheiros, em cujos ouriços começam agora a despontar as primeiras castanhas. A palete de cores estende-se agora entre os azuis (agora tímidos) do céu alentejano e o acobreado das copas que se vergam suavemente com o vento ainda morno. Chegar à Beirã é um pouco como chegar ao fim da estrada e dar de caras com uma intransponível barreira de silêncio. À porta, enquanto esperamos para vê-lo, tento imaginar a estação de caminhos de ferro que fica em frente no auge doutros tempos. Já não sei se ele me reconhece. Para todos os efeitos, não sei se ele reconhece alguém. Mas nós fazemos a única coisa que podemos e que é dar-lhe o carinho que talvez tenhamos guardado demasiado tempo. Tenho saudades de jogar à sardinha com ele. Tenho saudades de o ver a dançar nos casamentos.

E agora vamos de viagem. Vamos para longe do desemprego, das doenças e internamentos, das crises, da mensagens da Presidência da República e da patetice dos candidatos às autárquicas, dos frascos de desinfectantes. Voltarei recuperada, talvez, com as maratonas de não fazer rigorosamente nada.

5 comentários:

Joana disse...

Cá vos espero :):)

aryabodhisattva disse...

Boas férias, que (bem) o mereces. :)

Crama disse...

"... maratonas de não fazer rigorosamente nada."

Ora aqui está um desporto para o qual sinto que sou capaz de bater o recorde mundial... várias vezes por ano.

Boas férias!

Catarina disse...

:( (por causa da Almossassa)

Pedro Sobreiro disse...

Que pena Marisa… Tenho a certeza que ias adorar esta edição da Al Mossassa. Caprichei neste ano. Apostei forte. Quis sair em grande e fui feliz.

Só tenho a lamentar esse problema com o trânsito e a GNR. Há coisas com as quais nem Alá pode… Bj

Pedro