fevereiro 17, 2010

Ainda sobre estados de graça

Eu gostava de escrever sobre outra coisa que não a gravidez mas ultimamente é como se só isso fosse verdadeiro no Mundo e tudo o resto não passasse de uma realidade paralela, turva e distante. Já se começam a ouvir os primeiros conselhos de mães já experientes que, bem intencionadas, me tentam mostrar as várias soluções para os vários problemas que ainda não existem: a distribuição da licença de maternidade, os alimentos a evitar, as tácticas falhadas de tentar enganar o sono que não me larga.

Eu, uma pessoa susceptível à ansiedade e naturalmente nervosa, estou a tentar o melhor que posso não ceder aos enjoos contínuos, já que a única forma de os aliviar é estar deitada. Só que estar deitada é obviamente incompatível com aquilo a que vulgarmente chamamos trabalhar e começo mesmo a recear que este estado de azoamento tenha mais impacto na minha vida profissional do que inicialmente previa ou desejava. Depois esta má disposição também contagia os que estão à minha volta, porque, mesmo querendo ajudar, nada podem contra um corpo que se habitua lentamente ao novo inquilino. Estou até prestes da largar os comprimidos contras as náuses, visto serem manifestamente ineficazes e assim sempre poupo nos químicos.

Lentamente, a ideia de que vou ser mãe ganha contornos reais e mentiria de dissesse que não me estou a preocupar com nada. Agora espero ansiosamente por Segunda-feira, quando, vista pela primeira vez por um médico, vou poder colocar todas as questões que agora me afligem (os alimentos, o exercício, as análises, as mudanças, as fases, os cuidados...). Depois disso não duvido que arranjarei outra ansiedade qualquer. Vou ser mãe, caraças!

7 comentários:

superM. disse...

e não custa nada, enjoy & relax...

:)

ps: aposto que vai ser um menino!

Joana Real disse...

E eu vou ser TIA :):)

caracoleta violeta disse...

Muitos muitos parabéns! Não deixa de ser estranha a sensação de carinho e amizade por alguém que não conhecemos, mas a verdade é que esta noticia me deixou com um grande sorriso e um calorzinho bom no coração. Muitas felicidades para os dois e para o pequenito que aí vem. E acreditem, as crianças são mesmo o melhor do mundo.

superM. disse...

Desculpa a invasão mas acho que por agora pode ser uma ajudita:

http://bebes.clix.pt/calendar/calendar.asp

:)

P a t r i c i a disse...

Marisa! Estou muito feliz por vocês!!! Sabes como admiro a tua felicidade contagiante =)
Beijinhos para os três,
Patrícia do Bangladesh

mir disse...

Uma pessoa distrai-se e depois tem assim surpresas... :)

Muitos Parabéns!!

E, caraças!, é verdade que daqui para a frente tudo o resto será mesmo uma realidade paralela, não há nada a fazer (e olha que bem tenho tentado).

Qualquer coisa que eu possa ajudar/esclarecer dispõe (a sério).

Pimp disse...

Às vezes vejo os teus comments como se de uma série se tratasse. Sem nos conhecermos e sem sequer nunca nos termos visto, sinto-me um pouco integrante da tua estória e isso faz com que veja esta tua gravidez com alguma felicidade. Ando um pouco desatento ao blog e tenho tido alguma pena, mas espero "acompanhar" os passos da pequena borboletinha... Espero-vos muitas felicidades... Um beijo Alberto.