novembro 21, 2010

«Desde que meu filho pari, nunca mais a barriga enchi»,

dizia-me a minha mãe há uns dias atrás. É evidente que não é um provérbio para ser tomado à letra mas a verdade é que, com a chegada do Vicente, muitos hábitos mudaram, especialmente para mim. É verdade que muitas vezes adiei as minhas refeições para que ele pudesse comer e outras vezes interrompi-as ou deixei-as a meio para o acalmar e dar colo. Não se trata de não comer ou passar alguma fome: felizmente, o apetite é o de uma mãe saudável que amamenta o seu filho e até agora nunca faltou nada na nossa mesa.

Mas a verdade é que outras coisas passaram para segundo plano desde que o bebé nasceu: os banhos são quase sempre tomados à pressa e sempre a espreitar do poliban; voltei a cozinhar esta semana, depois de sete semanas fora da cozinha; não consigo cumprir muitos horários e frequentemente faço coisas à pressa; poupo imenso a roupa porque preciso de andar sempre pronta para amamentar; inevitavelmente, os meus hábitos de sono estão em frangalhos mas já estou mais habituada às interrupções. Acho que consegui ler umas três páginas dum livro e parte dum suplemento de jornal desde que ele nasceu, música nova tem sido escassa e saídas à noite é o que se sabe. Mas basta-me só tê-lo a dormir ao meu lado assim que a manhã desponta para que tudo o resto se esfume. Vou dando tempo ao tempo e, quando menos esperar, recupero a minha ligação ao Mundo porque agora ele é tudo o que conta, especialmente quando sinto que ele me segue com os olhos para todo o lado.

4 comentários:

aryabodhisattva disse...

E como vai a barriga dele?

Helena Barreta disse...

Depois do nascimento de um filho as prioridades passam a ser as deles, mas para as mães isso é natural, outra coisa não seria de esperar. Mas também lhe digo, eles crescem muito depressa, muito depressa mesmo, por isso, há que desfrutar.

Beijinhos

JoeZef disse...

Diz o R. que desde que tem filhos, a única comida que consegue comer quente são os gelados. Eh! Eh! Confirmo com um sorriso nos lábios.

Beijocas aos 3!

indigente andrajoso disse...

fixe fixe , vai ser quando ele começar a sair há noite... ai daqui a 11 anos...

hehehhe