dezembro 07, 2010

Nós por casa



O pai do Vicente andou a experimentar a sua nova lente fisheye.

Há duas coisas que o bebé Vicente fez ou faz pela nossa pequena mas acolhedora casa: inspirou grande parte do mural de fotografias que nos recebe todos os dias e, ao mesmo tempo, trata da desarrumação de todas as divisões. Já desconfiava que ter filhos é isto mesmo: estratégias para o adormecer, chuchas, frascos de gotas, fraldas e materiais semelhantes espalhados pela casa e ainda nem chegámos à altura em que ele vai começar a brincar. Por enquanto, todos os brinquedos estão guardados em caixa ou em prateleiras no quarto que o Vicente ainda não ocupou. O tempo está a passar e não tarda, estamos a decidir que ele deve passar a dormir sozinho e independente do olhar obsessivo da mãezinha dele, preocupada com todas as voltas que ele dá na cama. Já o mural sabe-nos muito bem e foi empolgante ir escolhendo fotografias durante a gravidez, deixando sempre o espaço principal para o bebé que ainda não tinha nascido e imaginando as suas feições e as poses das primeiras fotografias. É o espaço público do nosso amor e o sítio onde escrevemos a nossa história.

7 comentários:

Sophie Ribas disse...

Que excelente efeito

joana disse...

Adorei o mural (:

Sofia. disse...

A parede cheia fotos está o máximo. :)

gnoveva disse...

possíveis comentários: tudo tão confortável ou boa sintetização de emoções. :)

Helena Barreta disse...

Bonitas fotos. O Vicente vai adorar ver-se.

Também tenho a casa repleta de fotos, adoro molduras e fotografias de grande formato.

Beijinhos

aryabodhisattva disse...

A casa é tão bonita. (Tenho de admitir que sou um pouco cusca neste aspecto e gosto de ver como as outras pessoas organizam o seu espaço/o que têm de interessante).

Tati disse...

muito boas fotografias:)