setembro 06, 2010

Leaning into the afternoons *

 As fotografias têm, como é hábito, a assinatura do pai do Vicente.

Ainda temos tardes em que estão trinta graus à sombra mas já corre uma espécie de brisa que agita a folhagem que vai já também cobrindo os relvados da Estrela. Levaram línguas de gato, um pudim que infelizmente não provámos e tínhamos cerveja fresca. O jardim estava cheio de outros piqueniques, outras raparigas grávidas e muitos visitantes da feira de artesanato. Vieram amigos de longe e fizemos amigos novos e gostávamos de ter continuado a conversar. Talvez haja muita gente que se esquece mas a tranquilidade e a descontracção não custam nada e são especialmente fáceis de encontrar sobre uma manta na relva.

*Leaning into the afternoons, I cast my sad nets towards your oceanic eyes. numa tradução do grande Pablo Neruda.

5 comentários:

Lobistico disse...

Que engraçado. Não vinha por aqui há meses mas basta este post para ver porque vim tantas vezes. Ainda ontem fiz um pic nic com amigos. Não na Estrela mas em Monserrate :)

Helena Barreta disse...

Também gosto de usufruir desse modo de partilha e de momentos simples com aqueles a quem queremos bem.

Abraço

Madalena disse...

não acredito! A festa da Laura foi um pic-nic na Estrela...pena não nos termos cruzado...:(

JoeZef disse...

Ainda bem que não provaram o pudim. Qualquer dia faço um a sério...

M. disse...

@Lobístico, andas muito desaparecido. Espero que por boa causa :P

@Helena, nada mais fácil, não é? :)

@Madalena, estava tanta gente a piquenicar por lá e tanto bebé e tantos amigos deitados sobre a relva... Gostava de ter visto essa carinha de boneca da Laura :)

@Joezef, eu espero por isso. Mas assim uma coisa sólida, que não se confunda com a comida do Andrezinho ;)