agosto 13, 2007

Puseste o dedo na ferida

Mãe: Então, o que é que fizeste hoje?
Eu: Fui ao cinema à tarde.
Mãe: Sozinha, outra vez?
Eu: Hei-de ir com quem? Era segunda-feira à tarde, ninguém está livre.
Mãe: É que andas sempre sozinha.
Eu: Não ando nada.

(Acabo a chamada com o nó na garganta que sentimos quando sabemos que não temos razão. Quero dizer-lhe que é mentira mas não consigo argumentar mais. Nem inventar mais. Por isso, às segundas-feiras à tarde ninguém larga o trabalho para ir ao cinema comigo. Nem às terças ou noutro dia qualquer da semana. Eu cá já me habituei a sentar-me sozinha e até já nem sinto falta de comentar o filme. Toda a gente aprende a estar só.)

7 comentários:

A.M. disse...

Há uns meses fui ao cinema sozinha, o senhor da bilheteira fez um ar de espanto quando pedi apenas um bilhete que me deixou mesmo incomodada. Pensei: Parece assim tão mal vir ao cinema sozinha?
Vi o filme em silencio comigo mesma, soube bem.
E decidi nunca mais me preocupar com esse tipo de olhares e comentários. Saber estar só é uma dádiva.
Mas porque raio é que uma pessoa tem de andar sempre em grupo?***

Rita Maria disse...

Toda a gente aprende a estar só e, tendo tomates, nao deixa por isso de ir ao cinema...Grande mulher e mais nada!

PS: Mas eu sei o que isso é. As maes adivinhas e desempoeiradas a dizer as coisas, nao ter com quem ir ao cinema e também ir sozinha.

Mei disse...

eu já tenho ido ao domingo, àquela hora em que as famílias almoçam... olha, larga o trabalho e vamos pra paredes!

Cromossoma X disse...

um dia destes, quando eu visitar lx naqueles voos tontos que não dá para ficar um fim-de-semana e acabo sempre por andar sozinha, havemos também nós de ir ao cinema, sim?

Polliejean disse...

Vim para cá a pensar que isso nao me iria voltar a acontecer. No entanto, de todas as vezes que fui ao cinema cá, fui sempre sozinha. O problema é que nem me lembrei de dizer nada a ninguém. Se calhar gosto mesmo de ir ao cinema sozinha. Nao vejo problema nenhum nisso (desde que nao seja num sábado à noite...).

M disse...

Ai tanto recado!

Ir ao cinema sozinha é bom, só não é bom sempre :) Aquilo que mais me impressionou foi a forma como a minha mãe me mostrou que, para ela, sou transparente.

Mei: largava tudo mas não tenho tantos tomates!

Sónia: havemos, pois!

MAB disse...

Quando li este post até pensei: Ora mas eu não postei isso... As minhas conversas com a minha mãe são exactamente as mesmas... Eu faço tudo sozinha. Habituei-me a contar comigo. Ontem dei por mim a pensar: Eu sou uma grande mulher!!!! Hoje estou a pensar: E onde é que isso me leva???
Adorei muitas frases aqui escritas