junho 02, 2008

Porto ♥

Por ordem de chegada: C., A. e eu (sete da manhã, perto dos Aliados); Casa da Música♥ pós-concertos; Serralves toda para nós *

Se eu quiser dizer a verdade verdadinha, só existia uma razão para eu ainda não conhecer o Porto: não tinha ainda calhado. E lá por ser a única razão não quer dizer que seja boa ou válida ou compreensível até. O que interessa é que agora essa razão deixou de existir e eu regressei de um fim de semana (quase) perfeito, com mais uma cidade a juntar às que outras das quais gostei à primeira.

Há muitas razões para uma pessoa se enamorar do Porto. Temos a esplanada do Piolho às sete da tarde, enquanto os indies lêm o Y; temos a Ribeira completamente formatada para turista ver; as francesinhas verdadeiras e gigantes; temos a forma atrevida com que os empregados topam os não-portuenses à distância; a cor das fachadas dos prédios mais velhos; o bom gosto dos bares e discotecas; e temos o tempo que muda quando nos sente chegar à cidade. A isto tudo, eu ainda juntei boa companhia e um melhor guia. Quero voltar lá. E quero voltar depressa.

* estas e outras impressões visuais sobre os concertos aqui.

4 comentários:

curse of millhaven disse...

pois...eu tenho uma pancada qualquer com o Porto, só estive lá umas 3 vezes no máximo, e nenhuma delas deu para ver a cidade como deve ser.


se eu acreditasse no destino diria que há uma coisa qualquer superior que me puxa para essa cidade.
:)

Vitor Hugo Azevedo disse...

Só tenho uma coisa a dizer:

Cape Cod Kwassa Kwassa.

Tenho dito.

:P

Rita Maria disse...

Eu também fiz de turista e também me apaixonei à primeira!

P. disse...

ca fofa na primeira foto! (L)

lhe amo miles da miles!