fevereiro 11, 2007

Sobre as certezas que se têm uma vez na vida


Robert: When I think of why I make pictures, the reason that I can come up with just seems that I've been making my way here. It seems right now that all I've ever done in my life is making my way here to you.

(Hoje dá um dos meus filmes preferidos na televisão - As pontes de Madison County. Se eu fosse sincera comigo mesma e pensasse no que verdadeiramente espero do amor, iria com certeza desaguar nesta memória. Robert Kincaid rasga a monotonia da vida de Francesca Johnson, atravessando o seu caminho à procura de mais uma imagem perfeita. Resgatada da solidão de uma vida matrimonial que não consegue abandonar, Francesca oferece a si mesma a possibilidade de sonhar e de sentir na pele o toque de um homem que nunca vai poder ter perto de si. Atraído pela força e sensualidade reprimida de Francesca, Robert vê respondidas algumas questões sobre o sentido da sua vida.

Aos dois é dada a possibilidade de partir, de reiniciar uma vida longe das terras sufocantes do condado de Madison. E, aterrados pela possibilidade de serem livres, os dois escolhem o inevitável: Robert parte, em busca da aventura sem a qual não imagina a sua vida e Francesca fica, tratando da família que não pode deixar para trás. Aos dois restam as memórias de uma certeza única na vida, a certeza que nem todos experimentam mas que lhes foi oferecida aos dois: a certeza de que tinham encontrado a outra metade de si. Às vezes penso que a mim já me foi dada essa possibilidade e é por isso que me comove esta história: eles sabiam o que tinham, viveram-no intensamente e caminharam em direcções opostas. Porque é sempre mais fácil caminhar quando se tem aquela certeza.)

4 comentários:

Cromossoma X disse...

Li o livro tinha aí uns 16 anos, e lembro-me de chorar, chorar, chorar...
sim, também um dos meus favoritos de sempre :)

Meow disse...

Também revi o filme no domingo. Por mais que o veja repetidamente, consigo sempre ficar colada ao ecrã de todas as vezes que passa na tv!

M disse...

É isso mesmo! Nem dormi as horas que devia para o rever. No fim, sabe sempre bem :D

Rita disse...

Quando me apaixonei a sério e de vez e brilhava toda, contei à minha mãe. E ela disse "Como as Pontes de Madison County?" e eu disse que sim, que sim, que sim...