dezembro 22, 2008

Das Weihnachtsfest

O Natal no trabalho acabou. Foi dia de fatias douradas, pensamentos positivos e Natal dos hospitais; foi dia de karaoke, Berliner Brot e concursos; foi dia de nunca parar quieta, biscoitos com sementes de papoila e clássicos de Natal por toda a parte. Agora, se faz favor, que chegue também a noite do bacalhau e das couves, com a televisão ligada numa sopa dos pobres qualquer e a família à volta da mesa, a discutir quem já morreu este ano. Acho que percebem o meu entusiasmo...

5 comentários:

Crama disse...

Eheh! O teu entusiasmo quase supera o meu. Quase...
Eu, para além da noite do bacalhau a discutir quem morreu, ainda me falta um jantar de Natal corporativo, no dia 29 (sim, jantar, segunda-feira, a 100km de casa). Dá para acreditar!? Realmente o Natal é quando os chefes quiserem!

P. disse...

tou deserta d chorar baba e ranho aqui em casa. natal sem isso, nem é natal q se preze...


(L)

Ocarteiro disse...

Feliz Natal, Madrinha!!

verdeervilha disse...

:)

beijo beijo (está quase)

Maria del Sol disse...

Já que o entusiasmo não tem sido grande, que teu natal supere as expectativas e se passe tranquilo e aconchegado, que é como sabe melhor. :)

Um grande beijinho!