agosto 01, 2006

Um dia tão normal

No meu local de trabalho há duas pessoas verdadeiramente odiadas: a perturbada mental e a gorda alemã que veio esta semana para nos dar formação. A primeira grita o dia todo, ri-se sozinha do facto de estar a registar pedidos de 2ª via de cartão, maça toda a gente com as histórias sobre as filhas adolescentes ('Vanda, já te tinha dito para não teres mais relações sexuais!', gritou uma vez na copa...) e mete-nos muito medo com os seus olhos muito abertos. O grau de popularidade dela é medido pela forma como todos dizemos em coro 'Até amanhã', com alívio.


No caso da gorda, perdão, da gordalhona alemã o caso é diferente. Ela é, talvez, tão burra que veio para um sítio onde toda a gente fala e compreende alemão e mesmo assim teima em gozar com toda a gente em voz alta. Portanto, é um caso de verdadeira burrice e ela nem sabe o perigo de vida que corre. Já há um colega a espumar da boca só de olhar para ela e a prometer jogá-la aqui do sexto andar. Well that would be nice. For a change, I mean. E por isso rezo para ela nos ofender, em vez de se empaturrar com comida a toda a hora.

12 comentários:

pita disse...

LOOOL mt bom..

Halamé Salamé Matungatanga disse...

A lei de Murphy diz que uma das duas mulheres, ou mesmo as duas, lêem o teu blog...

M disse...

LOL Eu sei que não. Porque uma é alemã e, voilá, não percebe um cú de português. A outra é apenas atrasada. Não conta.

tiago disse...

há sempre o babel fish... deve dar umas traduções porreiras! :D

M disse...

Não me parece que o babel fish consiga traduzir gordalhona :P

tiago disse...

não subestimes o poder do peixe... talvez pretty fucking fat ou então pigster. são opções a considerar!

M disse...

É igual. Ela é alemã, logo não fala uma única palavra de inglês :P

tiago disse...

e depois sou eu que sou xenófobo...

Halamé Salamé Matungatanga disse...

A Lei de Murphy diz que os filhos de uma delas, ou das duas, que são perfeitamente fluentes em português lêem o blog, e que a gordalhona tem uma licenciatura em filologia românica, vertente português.
Estás feita ao bife e qualquer dia ela senta-se em cima de ti.

M disse...

LOL Agradeço a preocupação. Mas ela vai embora muito em breve. No avião terão que calcular muito bem o peso para que não se despenhe logo à partida... E não, não sou xenófoba. Sou apenas uma conhecedora profunda das capacidades linguísticas de outros povos, nomeadamente dos boches.

M disse...

LOL Agradeço a preocupação. Mas ela vai embora muito em breve. No avião terão que calcular muito bem o peso para que não se despenhe logo à partida... E não, não sou xenófoba. Sou apenas uma conhecedora profunda das capacidades linguísticas de outros povos, nomeadamente dos boches.

tiago disse...

dos boches.... ah, que termo tão indicador de não xenofobia...:)