setembro 11, 2007

Despedida (até sempre) *



Afastei os cortinados para que os potentes flashes pudessem entrar. Desliguei a música para ouvir a fúria dos trovões. Mas não fechei a janela com medo da chuva: encostada a uma parede, ouvi e vi chover, primeiro quase torrencialmente, depois de mansinho. Antes, pensava que o Verão ainda estava para durar. Há minutos atrás, pareceu-me ouvir à janela o primeiro vento de Outono.


*dizer adeus ao Verão, ao som das guitarras dos Dead Combo.

1 comentário:

Joana disse...

Pois é...cá por Aveiro começou agora o verão, ou assim parece :)