setembro 26, 2007

Efemérides (s) #2

Fez ontem três anos que deixei de fumar. Dia vinte e cinco de Setembro de dois mil e quatro, em Berlim. Tinha saído de um Karrera Klub no Roter Salon, estava com a cabeça a processar a mil à hora, tinha bebido algumas cervejas de meio litro. Lembro-me de ter estado a dançar sozinha no meio da massa de meninos e meninas indie que olhavam para nós com aquele ar afectado. Lembro-me da rapariga que, dançando com mais alguém, não tirava os olhos de mim e de como eu achava piada a ter aquele olhar colado ao meu. Lembro-me de me puxarem para as franjas da pista, para evitar que a multidão me engolisse. Lembro-me daquela loja de fruta, legumes e bebidas quase a chegar à Fernsehturm. Lembro-me de me sentar num banco de jardim, exactamente debaixo da torre: olhava para o alto daqueles duzentos metros de altura e pensava como era estranho estar ali, como a minha vida parecia completamente fora do meu controlo.
No dia seguinte acordei e não fumei. No outro a seguir a mesma coisa. E, apesar dos três ou quatro cigarros ocasionais que já fumei em ocasiões mais festivas, nunca mais tive vontade de fumar. Senti-me um bocado pateta no início, quando me sentava num café sozinha e não tinha nada a ocupar-me as mãos. Senti-me um pouco incompleta quando bebia um café depois da refeição sem nada a acompanhar. Senti-me menos cool, quando no meu primeiro emprego toda a gente achava que eu era uma totó por não fumar. Só que, ao mesmo tempo, sentia um grande orgulho em ter conseguido. E acordava mais bem disposta todas as manhãs. E os sabores revelavam-se outra vez. Foi a melhor decisão possível, apesar de não ter decidido nada. Aconteceu e pronto, hoje sou uma chata duma ex-fumadora.

7 comentários:

|b| disse...

ora então muitos parabéns!não sabia que tinhas deixado de fumar! eu deixei de fumar à 5 anos. Dia 1 de Dezembro de 2002. Fumei o último amsterdamer no café da Dona São às nove da manhã. Desde então acho que fumar é das melhores coisas do mundo e no entanto partilho do orgulho daqueles que pertencem aos 7% que conseguiram deixar de fumar para sempre.

A.M. disse...

Três anos são uma excelente meta! Parabéns!
Essa sensação de desconsolo quando se senta á mesa do café tem sido mesmo o mais difícil.
Mas acredito que foi a melhor decisão que tomei nos últimos anos. E apesar de ter deixado de fumar apenas há um mês e meio, acredito que também posso vir a fazer parte desses tais 7% que deixaram de fumar de vez!

I&U disse...

Parabens :D

M disse...

Obrigada pelas felicitações!

Deixar de fumar é mesmo uma das melhores coisas que fiz (apesar de concordar contigo |b| e achar que fumar é um grande prazer)

:)

Anónimo disse...

:)

Daniel

Polliejean disse...

este post é para mim, diz que sim. o que é que se faz com as mãos, santo deus??

M disse...

Não sei como te responder, Pollie... Nunca tive um plano. Acho que o que resulta mesmo é esqueceres-te delas

:)