fevereiro 27, 2008

Goodbye and good luck

Vá. Digamos que correu diferente do que esperava. E não exactamente para melhor. Talvez por nunca ter ido a uma entrevista sem resposta quase imediata, a tarde de hoje não acabou como eu gostava que tivesse acabado.

(havia de tudo: a menina afectada que bufava sempre que havia um compasso de espera, o grandalhão que decorou todos os números sobre as últimas vendas da empresa, a moça que falava um inglês tão mau que ninguém se atrevia a pedir-lhe para repetir nada, a rapariga faladora e demasiado auto-confiante, o manager que era a definição perfeita do que é ser yuppie. E eu, sempre demasiado calada e com medo de parecer desadequada ou esquisita)

* Ah! E obrigada por todos os vossos votos de confiança. Talvez se os tivesse lido mais cedo pudesse estar agora menos frustrada...

3 comentários:

quem? disse...

o melhor ainda está para vir...acredita!

;)
beijos

v. disse...

não era para ser. pronto. venha a próxima que haverá de ser melhor :)

Jorge C. disse...

acontece aos melhores!!
também já estive em alguns barretes bem grandes. não percas a confiança em ti, e nas tuas capacidades...vais ver que aparece uma coisa que te vai assentar que nem uma luva...

Jorge C.