fevereiro 23, 2009

Bright lights, big city *

You keep thinking that with practice you will eventually get the knack of enjoying superficial encounters, that you will stop looking for the universal solvent, stop grieving. You will learn to compound happiness out of small increments of mindless pleasure.

É aquela sensação repetida vezes sem conta de encontrarmos uma frase, umas linhas que resumem tudo o que se sente no momento. Umas vezes vem em forma de estrofe, outras em forma de final de parágrafo. Tento esquecer-me do que realmente desejo, sou como uma serpente que evita a todo o custo a dor. E deixo que a felicidade se faça desses momentos de prazer descomprometido até ao dia em que me falte outra vez o chão.

* porque não me esqueço do desafio do meu segundo afilhado, ignorando completamente as regras e escolhendo citar Jay McInerney sem qualquer rigor.

2 comentários:

Pedro S. Martins disse...

a felicidade está nos pormenores. atenta-os.

Ocarteiro disse...

O afilhado esboça um grande sorriso. E ainda faltam as amendoas da páscoa!!