setembro 16, 2008

(...)

[Foi dos dias mais difíceis da minha vida mas dificilmente me lembro de ter chegado tão contente ao trabalho. Nunca tive tanto medo, em dia nenhum, em ocasião alguma, escrevi ainda hoje num papel. A hereditariedade e a biologia deixaram-me escapar. Pelo menos hoje, posso dormir a saber como vai ser amanhã. Vai ser bom. E amanhã vamos correr outra vez no final do dia. O cansaço faz-me sentir mais viva. Obrigada por torcerem por mim - juro que precisei muito.]


Em aproximadamente dezanove horas. Estou a contar o tempo e quase disposta a pedir a alguém uma daquelas pulseiras contra o mau olhado. Estou desconfiada que vai ser difícil dormir mas não antevejo nenhuma noite em claro. E sei, claro, que o mais provável é a genética levar o melhor desta situação toda. Tenho muito medo do que vou ouvir, do que vão ver, da cambalhota que pode ser o dia de amanhã. Estou apavorada mas não consigo dizê-lo em voz alta.

15 comentários:

Catarina disse...

...bolas...que corra pelo melhor então...

P. disse...

**** (L)

indigente andrajoso disse...

xiça...

tens que fazer um cobranto...

vai tudo correr bem...

:-*

Cromossoma X disse...

que vais tu fazer???

Maria del Sol disse...

Seja o que for que te inquieta, tenta manter alguma cabeça fria e paz de espírito. Estou a torcer para que te corra tudo bem. :)

verdeervilha disse...

[abraço.abraço.abraço.]

K. disse...

Vai correr tudo bem, vais ver. Beijo grande. :)

Anónimo disse...

Fiquei curiosa. Então como correu?

curse of millhaven disse...

:x oh que caraças... o que quer que seja, estou a torcer por ti!!!

verdeervilha disse...

hip hip hooray!

:)

pedro disse...

Tou a torcer por ti!

K. disse...

Nunca tive dúvidas de que ia ser assim.

mafaldinha disse...

Cheguei tarde para dar ânimo, mas pressuponho que para os beijinhos nunca é tarde.
Beijocas

Crama disse...

Já posso parar de torcer? É que estou a ficar ligeiramente roxo. :)
Agora a sério. Eu sabia que ia correr bem. Só podia...

M. disse...

Obrigada por esta torcida em peso! Fazia-me falta, podem acreditar :D